domingo, 8 de novembro de 2009

Rondó

Nos confins da Islândia
No meio do Sahara
em praias desertas
nas cidades
ouço o grito
´´tenho fome``

Todos andam
no mesmo batuque
de gota em gota de suor
estampado na testa
um grito:
´´Tenho sede``

Uma vez iniciado
o pequeno montinho de areia
toma a forma de um castelo
trascende os limites da lógica
circulando em espirais de virtude
o ser humano se expande

Veja a planta que nasce
veja o velho que adoece
é o ciclo da vida
engrenagem simples e complexa
Sintese e analise
um movimento de corpos celestes

Gira sem parar
a grande roda do tempo
as estrelas e marés
a trama que tecemos
na valsa dos sete ventos.

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Erika

Conheci muitas Erikas
que foram onde nenhuma Adriana
conseguiu chegar

Também conheci muitas Erikas
que no coral do manicômio
cantam hinos sem parar.
Lá,Lá,Lá,Lá!

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Testemunho de Erika

IV

Mesmo com tantas pessoas ruins
mesmo com tudo acontecendo
a igreja ela continuava a frequentar
sem medo de se feliz
sem medo de amar

Não quis mais dar o Dizimo
Tinha uma irmã deficiente
e uma sobrinha tão bonitinha
alegre e contente
toda vez que a tia
levava sorridente
a menina para passear
e gritava:
´´´Tia! Me leva também``

Para a praia onde já não ia a cinco anos
porque não sabia mais
o que era o mar

Enquanto o pastor
passeava em seu Iate,
comprado com o dinheiro dos otários,
no litoral do Ceará

Ah! Se todos soubessem
o que é o mar
eu até fico sem palavras!Bah!!!!

Para Erika o mundo se abriu
a vida agora é muito linda
para se jogar lixo

Ela segue adiante
no comando e na frente
como quem diz:
´´´Não tenho medo de amar``
´´Nem de ser feliz``

Testemunho de Erika

III

Não conseguia dormir
Caiu na depressão do falso amor
da paz de mentira
estampada no rosto
das marionetes da pastor

Engraçado
quando cantava no grupo de louvor
só recebia cantada
de homem casado

Porém não se resumia a isso
o sofrimeno de minha amiga

Se não bastasse
ligaram pra ela dizendo:
´´Tome cuidado``
´´você está assim pois vive em pecado``

Desligou na hora
na cara da maldita
Quem era ela pra dizer
o que era certo ou errado

Por fim ela conheceu um cara
longe dali
e pediu a ele
´´´vem morar comigo``
sem medo de amar
e de ser feliz.

Testemunho de Erika

II
Começou a ver a verdade
dos bastidores do show
´´que horrores``
´´Ái Meu deus``

Colocou a mão na cabeça
e começou a vomitar
de tanto nojo
de tanta sujeira
que o homem pode defecar

pela boca
pelos poros
pelas mãos
tantos ânus!
tanto tempo

Ela desperdiçou
cantando para o vento
orando, jejuando
pra nada
coitada!

queria namorar
mas nunca encontrava
alguém com quem pudesse conversar
falar de seus problemas

porque se a pessoa esta na igreja
o problema é o sinal
que o Diabo está a espreita
e o pecado nela está.

O Testemunho de Erika

O Testemunho de Erika
I
Outro dia na Van
indo pra Nova Iguaçu
encontrei Erika
fina mulher
que fugia do céu azul

Sentou do meu lado
e sem delicadeza
começou a falar
sem parar
até o assunto chegar

a dez anos atras
ela não queria ter filhos
e quando viu
suas amigas de barriga
decidiu se converter

Entrou na Igreja sem amigo
ninguém a levou pelo braço
em dez anos se amarrou
e quase não saiu do laço
igual abraço
de lutador de jiu jitsu
quase sufocou.

Vila Velha

Você tem o dom de encantar
a qualquer sorte de olhar
o teu sorriso é singular
me faz sentir o que faz falta

Eu quis dizer que gosto de você
e não deu tempo de te encontrar
e festejar o tempo bom
junto ao teu lado viver
o amor e o som

Ainda lembro o que senti
você estava perto de mim
seus lábios tocavam os meus
pude saber o que é ser feliz

Em dias quentes como esses
sentindo o verde dos jardins de Vila Velha
bebendo o som e as cores
da praia...

terça-feira, 3 de novembro de 2009

No fio das horas

De tuas mãos saem palavras sem rumo
silabas que se revelam tristeza
uma solidão de cortar a alma.

Não corte o pulso
não pare o tempo
deixa o ultimo grão de areia
cair

Nesse mundo
sem fundo

Deixa o tempo cair
no laço do amor
e o mundo se abre sem pressa
saia do enrredo e da peça

Trama confusa
dança absurda

são cinco pra cá sete pra lá
estou tão tonto,só vejo o teto girar
junto ao ponteiro
martelando
Tá, Tá, Tá

Consegui!
agora estou lá
na fronteira do ar
dimensão sideral

eu sinto frio
ou será arrepio
sinto também um sinlêncio
muito esquisito

despropósito mesquinho
meu eu desatino
de fininho
eu puxo o fio
muito cuidado!
com a tomada.

ainda sinto o frio
mas agora
ahhhhhhh
o relogio parou
boa noite!!!!

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Encontro

Encontro

Suas palavras
são o ensaio sobre a essência poética

Será
que eu ainda sei conjulgar o verbo
´´Amar``sem perder a razão
´´Entender teus medos, tuas falhas
o chis da questão

Gosto de olhar teu rosto
vejo minha lingua
deslisando na superfície do teu corpo
do umbigo até o encontro
das duas mãos

Os olhos não enganam
a vista do outro
um espelho, a outra face
ora cheia de horror
ora louca de prazer

Dois corpos quentes vão arder
o leito de odores
e sinais que o tempo
ao seu gosto
nos faz perceber
no outro

A Forma
O Gesto
O Sexo
Até o amanhecer...
...ponto
Big bang ...